Impressões

Meu primeiro humor – Natura

IMG_7517b

Na última sexta-feira, eu completei 30 dias em isolamento social, em decorrência da pandemia de Covid-19. Um mês inteiro sem sair de casa – à exceção de três idas ao mercado, em horários alternativos, para repor itens da dispensa.

Na sexta-feria, eu também dei uma “bugada“, um pequeno surto de crise de pânico. Coisa de quem vive só e faz parte do grupo de risco – sou hipertenso, fui tabagista por mais de 25 anos, e tenho extenso histórico de cardiopatias na família. Levei um susto!

Felizmente, tenho amigos queridos – e por eles, gratidão eterna – que prestaram assistência imediata e me auxiliaram, de diversas formas e com as mais variadas ferramentas/crenças, a superar esse episódio.

E estou contando tudo isso para vocês, primeiro, pra dizer que, sim, vai passar, tudo isso vai passar – mas pra passar da forma menos traumática, dentro do possível, #fiqueemcasa –, e também pra contar que, pode não parecer, mas isso tudo tem a ver com perfumes!

Uma das coisas que, desde então, mais têm me ajudado na manutenção da recuperação desse surto foi uma virada de chave de mindset, e ocupar minha cabeça com novas informações. No caso específico, ocupar meu nariz com novos cheiros!

Quem me conhece, sabe que eu não tenho muito contato com fragrâncias criadas e desenvolvidas especificamente para o público feminino – mas, fiquem tranquilos, isso não tem nada a ver com algum tipo de sexismo meu. Isso porque, em grande medida, fragrâncias ditas femininas são florais, frutais ou gourmands; e essas são direções olfativas que não me agradam tanto.

Mas eu precisa ocupar minha mente com novas informações, novos estímulos, e, claro, “novas” fragrâncias.

E a escolhida para dar o pontapé inicial nessa experiência, nessa vivência pessoal, foi o Meu Primeiro Humor, da Natura. Aliás, não posso deixar de citar, o meu eu ganhei do Diogo Antonio – a quem você pode encontrar no Youtube, e no Instagram, um dos mais queridos, e conhecidos, consultores da marca – a quem eu agradeço imensamente pelo carinho e generosidade!

O Meu Primeiro Humor – ou Humor 1, pra quem o conhece há mais tempo – é uma das fragrâncias mais icônicas da perfumaria nacional! Até recentemente, e por anos a fio, foi a fragrância feminina mais vendida do Brasil! Um sucesso em vendas inquestionável e, agora que conheço e utilizei, posso dizer, muito merecido!

A abertura é fresca, vibrante, onde o cheiro de uma pera gelada se destaca em meio ao brilho das notas cítricas, presentes na medida certa.

Aos poucos, esse aspecto frutado vai ganhando mais corpo, e uma certa cremosidade, que a mim remete a algo como um frappé, meio acetinado, envolvente. Apesar desse aspecto mais cremoso, confortável, a presença do lírio-do-vale, garante um prolongamento do aspecto fresco e suculento da aberta. E essa sensação perdura por quase todo o tempo de permanência da fragrância na pele. E essa dualidade, fresco-cremosa é boa demais de sentir!

Lá pra frente, já na hora de ir embora, a também cremosidade do sândalo, em companhia do abraço gostoso e aconchegante do musk – aliás, uma tonelada de musk –, e do leve calor do âmbar, fecham o ciclo de uma fragrância divertida, alegre, e que apesar de leve, é presente, quase incisiva. Faz bem estar na boa companhia de Meu Primeiro Humor!

Como eu disse no início, não tenho muita familiaridade com a perfumaria femininas e, por conta disso, naturalmente, eu fico muito mais atento aos estímulos e sensível à presença da fragrância na pele. Talvez por conta disso, eu tenha encontrado uma fragrância com presença marcante e uma duração na pele muito grande. Então, talvez, eu não seja uma das melhores referências.

Mas o que eu posso afirmar, com muita tranquilidade, é que Meu Primeiro Humor faz jus à importância que consquistou junto à perfumaria nacional. É um perfume que da minha coleção não sai mais!

Os produtos objeto de comentário, análise, ou avaliação neste texto não foram subsidiados por quaisquer marca, empresa ou terceiros, tendo sido adquiridos com recursos próprios pelo autor – ressalvadas exceções devidamente apontadas no texto, quando for o caso. Assim, o texto representa a opinião pessoal do autor, sem qualquer vício ou interesses outros que não o da informação per se. Copyright do texto e imagem © Esper Leon. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste texto, ou imagem/foto, pode ser reproduzida, armazenada, ou transmitida de alguma forma ou por algum meio, seja eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópia e gravação, ou por qualquer outro sistema de informação, sem a prévia autorização por escrito do autor.

Um comentário em “Meu primeiro humor – Natura

  1. Olá Esper, tudo bem!
    Meu Primeiro Humor é um perfume que eu gosto de sentir, desde que foi lançado, mas infelizmente não consigo usar. Tem algo na composição que me faz espirrar e espirrar muito. basta borrifá-lo na pele e a crise de espirros começa. Vale ressaltar que não tenho rinite alérgica, mas algo na fragrância me incomoda muito.
    Abraços, amigo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s